09/02/2024 às 14:04 Casamento

COMO NOS SENTIMOS AO CASAR?  ISABELLE & RAFAEL 

53
7min de leitura

Ter encontrado o amor e poder realizar o sonho de uma vida inteira que é o casamento, é indescritível, mas vou tentar colocar em palavras um pouquinho da nossa história e como foi viver esse sonho. Mas já vou logo avisando, não sou boa em resumir as coisas hahahaha

O Rafa e eu nos conhecemos através de amigos em comum por volta de 2014/2015, nossa turma se aproximou e desde então sempre estávamos juntos curtindo a vida de solteiro que todos levavam, foram anos de amizade sem nenhum interesse um pelo outro. Em 2018 eu comecei uma jornada de 50 dias de oração pedindo a intercessão de Maria para área amorosa da minha vida, para que eu encontrasse alguém com quem de fato eu pudesse viver o sonho que eu sempre tive desde menina de construir uma família, porque eu andava meio desacreditada de que ainda pudesse existir alguém que de fato tivesse os mesmos interesses que os meus. Nesse período, eu e o Rafa já estávamos mais próximos, mas eu não havia notado nada de diferente ainda naquela amizade.

Fomos para Londrina para o casamento de um casal daquela turma de amigos, e lá eu comecei a notar um certo interesse do Rafael por mim, e percebi que aquilo de alguma forma estava mexendo comigo, foi aí que nossa história como casal teve início. No dia do casamento foi a primeira vez que aconteceu a Belle e o Rafa. Mas como uma bela teimosa que sou, depois de ter ficado com o amigo eu queria fingir que nada tinha acontecido, e vivia tentando fugir das investidas dele. Foram meses tentando fugir, algumas vezes acabava “caindo” de novo e logo em seguida queria fugir novamente hahaha. Em setembro de 2018 oficializamos o namoro, eu morrendo de medo e cheia de inseguranças, porque o amigo que eu conhecia não era bem o tipo de namorado que eu gostaria de ter, mas prometemos um para o outro tentar fazer dar certo. Só após alguns meses de namoro foi que eu cai em mim e percebi que tudo que estávamos vivendo era resposta dos meus 50 dias de oração com Maria, porque nosso primeiro beijo foi exatamente no último dia de oração, a partir daí eu não tive mais dúvidas. O Rafael era o homem com quem eu sonhei a vida toda, e Deus estava me permitindo cultivar e viver esse sonho com um amigo querido.

Nosso namoro foi se consolidando sempre à base de muito companheirismo e conversa, e mesmo com tantas diferenças nós nunca duvidamos de que fizemos a escolha certa em nos unir. Crescemos e aprendemos muito um com o outro, evoluímos como pessoa até chegarmos de fato à decisão do casamento. Quer dizer, até o Rafa decidir me pedir em casamento né? Confesso que eu já estava achando que o pedido não chegaria nunca Hahahaha. Mas como de costume eu dei um trabalhinho pra esse moço, né? Ele tentou tantas coisas, viagens que não deram certo, e até mesmo o jantar à dois que eu transformei num jantar de amigos hahahahaha o coitado teve que me pedir no improviso, porque tudo que ele tentou programar eu estraguei, fazer o que, é meu jeitinho né. 

A fase do noivado foi uma delícia, a conexão entre nós dois cresceu ainda mais, começamos a conversar sobre como gostaríamos que fosse o casamento, sobre planos na nossa vida familiar... Conversávamos sobre um casamento ao ar livre, tínhamos cogitado até casar na praia, mas no fundo do meu coração eu sempre sonhei em casar na igreja, só estava adaptando o sonho do casamento pra não tornar algo que pudesse pressioná-lo, já que ele não era católico como eu. Mas Deus não me daria um presente pela metade não é mesmo? Durante o processo de organização, logo no inicio quando procuramos a Dani, nossa cerimonialista, acabamos optando por fazer um casamento tradicional, na igreja e depois no salão de festas, a princípio por medo do tempo de dezembro que tende a ser chuvoso. 

Um tempo depois ele se propôs também a se batizar para pudéssemos ter um casamento católico, e essa foi a maior prova de amor que ele poderia me dar, eu nunca me senti tão amada e cuidada antes, o meu sonho estava se tornando real da melhor forma possível. Ser noiva me fez descobrir muito sobre nós como casal, tudo só reafirmava nossa sintonia. Eu achava que eu seria super indecisa, que teria dificuldade pra escolher os fornecedores, mas eu já tinha tudo tão certo dentro de mim e nem sabia, a cada fornecedor que a Dani nos trazia nós já entravámos em conexão e escolhia o que teria nossa carinha e fizesse nosso dia ser o melhor de todos. 

O tempo foi passando, tudo já estava perfeitamente planejado mas a ansiedade ia batendo e trazendo inseguranças, não de que algo daria errado, porque a Dani sempre nos passou muita segurança e calmaria, mas eu tinha medo de como seria o grande dia, se eu conseguiria manter a calma, se eu conseguiria aproveitar, se eu choraria muito e sairia feia em todas as fotos hahahahaha. Juro, meu maior medo era chorar demais e não conseguir aproveitar os momentos e nem salvar as fotos, porque eu realmente sempre fui muito chorona kkkkk. 

Chegou o grande dia 09 de dezembro de 2023, e eu havia pedido tanto pra Deus pra que acalmasse meu coração para viver aquele sonho que Ele tinha preparado pra mim da forma mais bonita. E assim foi, já no salão de beleza, no meu dia de noiva, todos ficavam impressionados com a minha calmaria, confesso que até eu estava surpresa. Fiquei muito tranquila o dia todo, com uma felicidade que não cabia em mim, mas transbordava em sorrisos e não em lágrimas. Mas também, não tinha como ser diferente com a equipe que eu escolhi pra estar comigo nesse dia né? Eu faço o cabelo com o Fe há anos e temos uma conexão deliciosa, a Nana, a Monique e toda a equipe do salão foram muito atenciosos e detalhistas, tudo contribuiu para que eu me sentisse amada e em paz. 

Quando sai do salão o meu medo era chegar na igreja e encontrar meu pai, porque eu tinha certeza que os dois cairiam no choro e eu estragaria toda a maquiagem hahaha Mas quando cheguei na igreja, de longe fiquei olhando os padrinhos entrarem e o Rafa andando de lá pra cá ansioso, eu senti mais uma vez o agir de Deus no meu coração, eu só sentia vontade de rir e não de chorar. Meu pai veio me receber no carro e um vento soprou tão forte que chegou a bagunçar meu cabelo por um momento, e eu senti que era o Espirito Santo de Deus agindo em mim e me trazendo calmaria, e ao invés das lágrimas chegarem o que transbordou em nós foram sorrisos que jorravam a felicidade que estava em nossos corações. 

Todo receio daquele corredor da Basílica que é enorme e que nunca teria fim para chegar no altar foi embora, e eu não conseguia nem ouvir a música que eu escolhi pra entrar, só conseguia olhar pra cada pessoa que escolhemos a dedo pra estar ali compartilhando desse momento único em nossas vidas e sentir uma profunda alegria e gratidão. Quando chegamos fomos chegando perto do altar eu notei que meu irmão, que era a única pessoa que nunca imaginei que iria chorar no casamento, estava em prantos, contei pro meu pai e sorri ainda mais, foi uma surpresa vê-lo emocionado daquele jeito. Acho que até tirei meu pai do eixo com o comentário, porque ele me entregou pro Rafael no altar sem nem me beijar HAHAHAHA só percebi isso depois, quando o Rafa comentou comigo que meu pai nem beijou minha testa kkkkkkk

A cerimônia foi linda, leve e cheia de significado, o Padre Luciano foi incrível conosco, temos amizade com ele e isso tornou a celebração ainda mais especial pra nós. 

Quando chegamos na festa eu fiquei simplesmente encantada com tudo, em como tudo havia ficado com a nossa cara! Estava tudo muito melhor do que eu já havia sonhado, por um momento me bateu um receio de ter escolhido a forração verde, porque nunca tinha visto em nenhum casamento, mas foi exatamente ela que deu o meu toque pra festa, não poderia ter ficado mais lindo e mais minha cara. A mesa do bolo, com os doces impecáveis da Angetrina, a mesa de frios, o bar, tudo estava perfeito!!!

Fizemos nossa dança completamente improvisada, já que o Rafa não é muito de dançar hehehe, acabei cumprimentando todas as mesas, coisa que eu jurava que não faria rsrsrs, mas depois, ninguém mais me tirou da pista de dança, e que delicia foi ter curtido tanto nossa festa, ter cantado e dançado todas as músicas com os convidados ao som do contato imediato, que fez a festa como sempre sonhamos. 

Teve até dança com o meu bom bombeiro no palco.

Ter vivido isso tudo com nossos amigos e familiares não tem preço. E poder ter tudo documentado pelas lentes do Laert e do Roger é ainda mais incrível, eles tem um olhar único para retratar esses momentos que ficaram pra sempre guardados no coração, na memória e em imagens também. Ansiosa pra reviver cada detalhe pelo olhar deles.




09 Fev 2024

COMO NOS SENTIMOS AO CASAR?  ISABELLE & RAFAEL 

Comentar
Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Copiar URL

Tags

#CASAMENTO #CASEI #CASAMENTO2024 #CASEI #FOTOGRAFO #MESADECASAMENTO #UNIVERSODASNOIVAS #VOUMECASAR

Quem viu também curtiu

20 de Ago de 2019

Como nos sentimos ao casar? Bruna & Leandro

10 de Fev de 2020

Como nos sentimos ao casar? Isabella & Guilherme

10 de Abr de 2020

Como nos sentimos ao casar? Lorena & Arthur

Logo do Whatsapp